04/04/2012

O Nascimento de um livro

O analógico tem uma vantagem que o digital nunca vai consegui replicar. A combinação de sentidos. E esta ausência de sentidos é transversal a todos as plataformas que foram digitalizadas. O vinil tinha um cheiro, parecido com o dos filmes fotográficos. E depois tínhamos de lhes tocar (e limpar). Existia textura.

Mas de todos as plataformas, o livro é de longe o que mais me interessava a textura. É uma pena que devagar o papel se vá transformando numa plataforma premium. Mas como tudo, é a evolução... E temos de abdicar de alguma coisa, certo?

Tudo isto para mostrar este vídeo: