01/08/2012

North Atlantic

Parece que é sempre possível um português fazer cinema (independente?!) que as pessoas percebam e gostem (e que sinceramente penso que pagariam para ver).